ID--oppa logo p

ID--oppa logo p

Sobre o projeto

Depois de alguns projetos juntos, sentimos uma vontade de trabalhar de novo com O Fetiche Design, mas de um outro jeito, uma nova escala. Um dia, enquanto já estávamos em um processo criativo, recebemos um telefonema; era a Oppa, chamando o nosso escritório para um café. Assim surgiu a Rosenbaum e o Fetiche para a Oppa.

História

O produto é um contador de histórias de pequeno porte e grande alcance. Ele nos dá a possibilidade de conversar com um número muito maior de pessoas e de contar a história que existe por trás dele em muito mais casas do que um projeto arquitetônico consegue. Existe uma beleza na conexão que conseguimos estabelecer com o mundo a partir de objetos mundanos e cotidianos. Aqui, no escritório, nunca nos desconectamos dessa essência do design, de sua natureza polinizadora de levar conhecimento e beleza através da sua função, de ser educação e serviço ao mesmo tempo. Quando fazemos produtos, parece que estamos desenhando para nós mesmos.

Com afinidade de trabalho, olhar e propósito, criamos uma grande parceria, e dessa parceria, nasceu a nova marca Rosenbaum e o Fetiche, para trabalhar dento do mercado de design com conceito e afinidade com mercado, somados a larga experiência com diferentes tipos de indústria.

Já tínhamos trabalhado com o Fetiche Design antes desenvolvendo produtos pontuais, mas foi após o projeto AGT Yawanawá que sentimos o clic, uma vontade de aproveitar o nosso processo rico de co-criação em uma nova escala, de um novo jeito. Pensamos em um e-commerce, um espaço universal e acessível que só vendesse peças assinadas por nós a preços justos. Um dia, enquanto desenhávamos o projeto, recebemos um telefonema; era a Oppa, chamando o nosso escritório para um café. Queriam falar sobre o desenvolvimento de uma linha de produtos assinados e acessíveis.

Com o convite da Oppa para assinar uma coleção, pudemos juntos propor um modelo inovador para esta parceria, que é uma loja da Rosenbaum e o Fetiche + Oppa. Logo sacamos que eles eram o lugar certo para juntar as nossas expertises.

De lá para cá o caminho foi natural: confiamos na Oppa para levar a nossa filosofia adiante. O projeto, o desenvolvimento e a participação da indústria que nós trouxemos aliados à experiência com o consumidor e da venda de um grande e-commerce foi a equação que nos permitiu criar 25 peças que, misturadas, geram diversas derivações entre si.

Para nós, o design democrático é aquele produzido em escala. Não estamos necessariamente falando de produção em massa, mas de trazer inteligência na composição de um objeto a partir das possibilidades técnicas que a indústria oferece, deixando uma peça ganhar mais vidas e usos em sua combinação com outras.

Processo criativo

Desde o início nos identificamos com a forma como o Paulo e a Carolina, sócios da Fetiche, pensam design e principalmente processo. Entendemos que a sua bagagem do Design Industrial não só de mobiliário, mas também de utensílios, era essencial para fazer esses produtos chegarem a muito mais pessoas.

Sempre acreditamos que móveis assinados não deveriam ser inacessíveis, por isso, neste caso, o processo criativo começou de trás para frente: primeiro estudamos quanto deveria custar cada coisa, a etiqueta de cada peça, para então buscar na indústria a resposta de como chegar a essa preço com qualidade, uma boa história e durabilidade.

Começamos desenvolvendo um sistema construtivo, para a coleção Ginásio, inspirados pelo móvel escolar e por esta indústria que entrega um produto de qualidade, durável e com preço justo. Um sistema permite que a produção das partes seja em escala, e gerem diferentes combinações. Uma forma de ganhar escala e preço para democratizar um produto e um pensamento.

Outro desafio foi trabalhar com a cadeira de reciclagem de lixo, para criar um produto com grande porcentagem de reaproveitamento. Em parceria com a WiseWaste, criamos uma cadeira feita exclusivamente de carcaças de monitores antigos.

IMPACTO

O resultado deste trabalho são peças não só jovens e bonitas, mas de caráter transformador, que podem tanto despertar emoções ao remeter a ícones do mobiliário escolar quanto enaltecer o desenvolvimento da indústria nacional. Ao todos são 5 linhas que que se relacionam. Uma parceria que nos reúne em torno de um mesmo propósito e por isso deve continuar.

Compartilhar